Categoria: Artes e Cultura Geral

Que comecem os jogos!!!

rio2016

Enfim, chegou! Muita gente vibrou, muito mais gente chiou. Entre empolgados e reclamões, salvam-se todos. As Olimpíadas estão aí. Talvez a maior contribuição grega para a cultura mundial depois da filosofia. A pira olímpica, após atravessar o país recheada de polêmicas, chegou ao estado do Rio. E também vêm chegando atletas de todo o mundo. Agora, não há mais diferenças de religião, cor, classe social ou aquelas simplesmente delimitadas por linhas imaginárias na superfície terrestre (enquanto Trump não constrói seu muro). Serão atletas, do mundo inteiro, diferentes em origem, patrocínio, biotipo, esportes, pretensões, sonhos, idades, tudo mais. Um evento que funciona como uma ponte, num mundo onde só muros têm sido construídos.

Todos reclamamos. Eu, você, o amigo em comum, o desconhecido. O legado poderia ser maior. Também tive vontade de apagar a tocha, mas me render ao discurso fácil, neste momento, seria errado. O Rio, que abriu sua “década no Centro do Mundo” com os singelos Jogos Panamericanos, sediou também a Rio+20, a JMJ e a Copa do Mundo, encerrando este ciclo com as faustosas Olimpíadas.

Estive hoje pela manhã no aeroporto e dei um pulinho ali do lado para acompanhar a chegada de alguns atletas. Poucos chegaram naquele tempo, mas minha empolgação deixou claro para mim mesmo que já estou no “clima olímpico”.

Ao mesmo tempo, nunca se viu o terror tão forte no mundo, e com ele alguns lobos solitários de formação e religião desconhecidas. E isso, também, acaba coincidindo com o evento justamente por aqui.

E, como acho que vai ser? Vamos repetir a Copa! Lembram-se de que na Copa achávamos que o Brasil seria um sucesso nos campos, e um fracasso fora deles, e que no final das contas erramos nas duas previsões? Então, já vejo profetas do caos dizendo que, nas Olimpíadas, seremos um fracasso nas quadras, e outro fracasso fora delas. Sabem o que acho? Erraremos nas duas previsões, de novo. Seremos um sucesso nas quadras. E um sucesso fora delas. Por quê? Explico nas linhas a seguir…

Continuar lendo…

Categoria(s): Artes e Cultura Geral, Escrito por Matheus, Estilo de Vida, Serviços Públicos

Os limites da “importância” da religião

syrian_girl

Criança síria se rende ao confundir câmera fotográfica com uma arma

Sempre cresci ouvindo que religião é muito importante na vida de uma pessoa. Que mundo de merda (me perdoem a expressão) é esse, onde a religião acaba sendo a causa de tantos males?

A foto acima, reproduzida pela jornalista Nadia AbuShaban no Twitter, que tem repercutido nas redes sociais, é um enorme representativo dos males que a religião pode causar ao mundo, principalmente quando levada ao extremo.

Judeus de Israel massacram muçulmanos palestinos, muçulmanos de grupos extremistas massacram cristãos e yazidis. Cristãos das mais diversas ramificações digladiam-se entre si. Israel reelege Netanyahu. Cresce o “xenofobismo religioso” em países de primeiro mundo.

Sem falar em matanças históricas, como as Cruzadas e o holocausto judeu.

Quem são vocês pra ficar julgando o outro, criticando o outro, privando o outro de suas liberdades e escolhas pessoais?

Quem são vocês pra decidir sobre a VIDA do outro?

Abraão deve ficar bem triste quando vê seguidores de seus descendentes interpretando ensinamentos de maneira tão distorcida. E como diz Papa Francisco: “todas as religiões são verdadeiras porque elas são verdadeiras no coração daqueles que acreditam nelas”.

Categoria(s): Artes e Cultura Geral, Escrito por Matheus, Sociologia

Sobre alguns filmes do Oscar 2015

oscar2015

Diferentemente do que costumo escrever neste espaço, seguem algumas de minhas análises de filmes indicados ao Oscar, cuja cerimônia de premiação está prevista para ocorrer no próximo domingo.

MELHOR FILME

Boyhood: Nota 5. Incrível. Simples, sem reviravoltas ou surpresas, mas de uma complexidade e retratação da realidade admiráveis. A cada ano que se passa na vida de Mason, parece que não nos damos conta de que o tempo passou (exatamente como em nossas vidas). Cada pessoa pode se identificar com dramas vividos em momentos distintos do filme. Perfeito!

Whiplash: Nota 5. Uma história que surpreende por mostrar um lado um pouco diferente da ideia “corra atrás dos seus sonhos”. Obstinação e persistência não necessariamente te levam ao sucesso (nesse sentido, assistam também ao documentário Anvil). Resume de maneira figurada o universo profissional (não somente artístico) ao qual as pessoas devem frequentemente se sujeitar. Atuação, roteiro, filmagem, tudo perfeito. E a cena final? De tirar o fôlego!

Continuar lendo…

Categoria(s): Artes e Cultura Geral, Escrito por Matheus

O que o “Esquenta” revela sobre o brasileiro?

Esquenta-4

O programa Esquenta e a opinião das pessoas sobre ele revela muito sobre a nossa sociedade. Por mais que possa haver críticas a uma série de aspectos do programa, como o elenco “visitante” que é praticamente fixo, os cortes de edição (que me desagradam muito) e até os aspectos musico-culturais, nada justifica as principais críticas ao programa, sempre carregadas de um discurso de ódio e preconceito.

Por mais que eu seja fã de funk antigo e de samba de raiz, não gosto dos funks mais recentes e nem de pagode. No entanto, isso não me faz desgostar do programa. Não o assisto porque não vejo televisão. Mas me revolto com as críticas que ouço: já ouvi expressões como “Tinha que explodir uma bomba ali” e “É o programa que hospeda os traficantes que fornecem drogas para os artistas da Globo”. São críticas infundadas, raivosas e dignas de processo: imbutem um discurso que prejulga o outro.

Continuar lendo…

Categoria(s): Artes e Cultura Geral, Escrito por Matheus, Sociologia